Pages

segunda-feira, 13 de junho de 2011

In-grid - La vie en rose [2004]

Olá galera francófona que tanto aguarda por novidades. Perdão pela demora, mas vocês sabem, inspiração x tempo x disposição são uma mistura difícil de se conseguir. Estou sempre tentando compensar, mil postagens pra alcançar o mês de agosto, espero conseguir ^^
Mas vamos lá. Hoje vamos de In-grid, nossa querida italiana de alma francesa. Desta vez voltamos alguns anos atrás na sua discografia. Lhes apresento um de seus melhores trabalhos, o álbum La vie en rose, lançado logo após o sucesso de seu primeiro opium, Rendez-vous[2003].
O que acho interessante na In-grid, é que sendo uma artista mais ligada a euro-dance, ela tem uma bela e marcante voz, realmente demonstra talento para o canto, além claro de sua beleza tipicamente italiana que compõem um conjunto bem harmonioso o que me leva a considerar seu trabalho como arte realmente. Ela nos tem o que mostrar, realmente. A princípio pode enganar aos juízes de plantão. ;-)
Bem, como eu falei La vie en rose foi lançado logo após seu disco de maior sucesso, em novembro de 2004 pela
Zyx Records e muda de estilo significativamente, apresentando ao público ritmos mais suaves, uma mistura de chillout-jazz, repaginando grandes clássicos da música francesa como Millord, La vie en rose e Non Je ne regrette rien da Edith Piaf, Les feuilles mortes do Yves Montand, como também Ne me quitte pas do saudoso Jacques Brel e ainda La mer do consagrado Charles Trenet.
Enfim um amontoado de belas canções. Eu gostei de verdade das versões feitas pela In-grid, os puristas que me perdõem. Os arranjos e a instrumentação não ficaram devendo às antigas versões, pelo contrário, podem torná-las mais interessantes para as novas gerações. Aprovei-as completamente e tenho de citar o acordeon que foi completamente preservado e dá aquele toque francês que tanto gostamos.
Apesar de uma diminuída na velocidade de sua musicalidade, In-grid ainda canta algumas canções em versões mais animadas como Millord e Les Champs Elysées em versão dance mix, que preservam um perfil euro-dance.
Confiram e digam o que acham, d'accord? Abraços :-D


PS: Achei esse disco com duas tracklists diferentes, esse contem 13 faixas, apresentando 2 versões de Les Champs Elysees e não de Milord como as outras versões apresentam.

Baixem aqui o disco da In-grid.

E assistam a Milord, bem animadinha :-D e repleta de belas paisagens.

6 comentários:

Rodrigo 史 disse...

Olá, parabéns pelo site! Muito bom. Vou dar uma dica de ouro para você que tá faltando no site. A cantora Joyce Jonathan. Procura a música "Je ne sais pa" do álbum Sur mes gardes. Espero que goste.
E se tiver interesse em cultura chinesa, visite meu blog www. UniversoChines .com.br

Ribamar Bezerra disse...

Oi Rodrigo,
fico-lhe grato pela visita e pela dica, eu conheço a Joyce, ma sabe como é, a gente acaba direcionando as atenções, enfim. mas tentarei seguir seu conselho ;-)
Visito sim seu blog.

1 abraço e seja bem vindo

Gabriel Pais disse...

Estou recentemente ouvindo ZAZ. Vale a pena dar uma olhada ... Isabelle tem uma voz incrivel.

Au revoir mon ami ! :)

May disse...

bonjour...nçao conhecia o blog ...é relamente muito legal. Eu tentei baixar esse cd mas quando clico sobre download aparece uma janelinha dizendo que somente quem tem conta premium pode baixar o arquivo. O que devo fazer???


merci ....

May disse...

OUais...ocnsegui baixar.....

Ribamar Bezerra disse...

Oi May, as vezes eh frescura do provedor dno caso o 4 shared, qualquer coisa é só comunicar, grato pela visita :-)