Pages

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Willy Denzey - Mon Royaume [2007]

E continuamos Janeiro com este que é um dos novos nomes do R'n'b francês. Willy Denzey. Antes preciso falar que foi difícil escolher quem postar, fico entre a cruz e a espada, pois nosso espaço destina-se tanto a mostrar a nova cara da música francófona/francesa, mas também abrir espaço para os grandes nomes da mesma, nomes que carregam qualidade, história, enfim, porém diante da urgência do público em conhecer o novo, vamos a ele.
Bom, antes vamos conhecer o Willy, que se tornou uma das referências atuais do R'n'b na frança. Ele nasceu em 1982, em Melun, mais foi criado em Mer sur scène, França, de origem Laotiana(Laos, na asia), o Willy Denzey foi descoberto durante o programa Graines des stars, muito popular em terras galícias destinado a revelar os novos talentos da música francesa, outros popularizaram também é verdade, mas falemos do Graines, bom em 2000 o nosso artista participou dessa emissão televisiva e foi observado por um produtor musical que viu futuro no rapaz, mais adiante ele participa do Francofolies de la Rochelle, conhecidíssimo festival de música(ver mais informações em: http://fr.wikipedia.org/wiki/Francofolies) divulgando artistas de expressão francófona/ francesa a cada ano. Denzey lança seu primeiro single, em 2002, chamado Que vous dire e no ano seguinte lança seu segundo trabalho intitulado Le mur du son, que conseguindo excelente marca de vendas, 300.000 exemplares e disco de ouro, tudo isso culmina com o lançamento, em novembro do mesmo ano, de seu 1º álbum, chamado #1. Disco este que reúne grandes nomes da cena rap/r'n'b como La Fouine, Diam's, Kader Riwan. Com a divulgação deste primeiro trabalho, Denzey ganha notoriedade e reconhecimento no mundo do r'n'b e em 2004 lança seu 2º disco, de nome Acte II, falo dele em outra oportunidade. Mon Royaume, seu 3º disco, reúne características típicas dos artistas que trabalham com R'n'b( sigla para rhythm and blues), um dos estilos musicais que mais cresceu ultimamente, porém nem sempre quantidade quer dizer qualidade, Willy não deixa nada a dever para artistas americanos, que diga seu visual de calças largas com cueca branca aparecendo ou os tênis grandes, boné virado, correntes e pingentes enormes, porém aparecendo as vezes como na capa do Cd, com uma aparência mais sóbria, estilo rapper chiq. O Willy serve bem como o referencial para o público francófono em relação às celebridades americanas, tão cultuadas. os arranjos, as batidas, as participações, entradas do rap na música, tudo bem à la american niggars alternando uma música mais agitada com uma mais calma, em geral falando de amor (risos), sem falar das influências latinas, bem destoante para um artista francófono, Vivo volando, com trechos em espanhol assim como em Mi casa es su casa. Esse disco está recheado de participações como Amerie, Marques Houston, Papoose e Cassidy.
Um problema que eu percebo nesse trabalho do Denzey é a tentativa de parecer americano, de estar na crista da onda, aderindo ao um franglês, mesclando o inglês em parte de suas músicas. A meu ver, idenpendente de ser ou não um artista com influência norte-americana, ele faz parte do mundo francófono, parece que o artista perde autonomia cultural, tentando abracar a cultura tida dominante em seu trabalho, só pra se dar bem. Ele é francófono e everia preservar esse aspecto, pelomenos reduzisse a existência do inglês, mas enfim, o mundo dos negócios como sempre atrapalhando. Um outro ponto negativo nesse disco.
Os destaques vão para as faixas Mon royaume feat. Eloquence(bem dansante), Everybody, pronuncianda de maneira que me custou a entender, mas bem alegre, Prodyge club e Reatha feat. Marques Rouston, quanto às letras do disco, quase impossível achá-las , pois esse disco surgiu no momento de rompimento do Denzey com sua antiga gravadora, o contrato foi anulado e esse disco deixado de lado, até bonzinho, mas nada espetacular em termos de conteúdo. Estilo, R'n'B, Hip Hop, Rap.
para ele vão 3 estrelas.

Link para donwload do disco Aqui

Vídeo da música Mon Royaume:


4 comentários:

Antonio Duarte disse...

6,0 coisa de "professor".
Tá certo, o cara é antropófago.

Ribamar Bezerra disse...

Você podia usar uns adjetivos mais facéis Antony, ouhha homem pra falar difícil, nao entendi o q vc quiz dizer q ele era. Eu estava pensando em reformular a classificação, nota que dou aos aristas, esse 6,0 ficou ruim mesmo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

c.k. disse...

Ops*
Bem, pelo visto não é só no Brasil que estão se fazendo estas caças aos downloads nos blogs. Não tive ainda nenhum problema, pois meu blog é muito recente.
Te deixo uma dica, de um site de donwload de músicas, mas lá eles estimulam a divulgação e o artista pode ganhar com os downloads, através de propaganda e doações. E há música cantada em Francês, e é só pesquisar e ouvir o que te agrada. Além do mais, você incorporando o link de lá pode ouvir o CD inteiro e o donwload já está incluído na incorporação. É muito legal divulgar um site destes.
www.jamendo.com
Abraço, moço, e boa sorte.
:)
c.k.

Ribamar Bezerra disse...

C. K. Quelle bonne surprise!! Pois eh no momento eh tudo enviado por email, verei como resolvo isso, grato pela dica, bjin :-D