Pages

domingo, 20 de julho de 2008

Benjamin Biolay - Trash Yéyé [2007]

Nascido em 20 de janeiro de 1973, na cidade de Villefranche-sur-Saône cidade próxima de Lyon, Benjamin Biolay teve desde cedo contato com a música, visto que seu pai, um clarinetista amador, o conduziu às aulas de violino e posteriormente, tuba e trombone. Nenhum desses instrumentos, porém, lhe despertou grande interesse, devido em parte ao fato de lhe proporcionarem pouco glamour, e em parte por conta da rigidez do ensino nos conservatórios musicais. Posteriormente, o contato com a música pop, via MTV, lhe fez tomar gosto pela guitarra, a qual aprendeu a tocar sozinho, executando principalmente canções de rock internacional da época. Até então Biolay pouco se interessava pela música francesa, sendo Serge Gainsbourg uma das raras exceções, em especial seu disco Histoire de Melody Nelson;
Por outro lado, a descoberta do Álbum Branco dos Beatles, segundo ele, foi o fator determinante para a sua escolha profissional, ser um cantor.
Cantor, compositor, multi-instrumentista, arranjador e produtor, mais conhecido por suas colaborações com grandes nomes como: Henri Salvador, Keren Ann, Coralie Clément (sua irmã mais nova) e Heather Nova, entre outros. Foi casado com a atriz Chiara Mastroianni, com quem tem uma filha. Biolay é comparado por muitos a Serge Gainsbourg e é tido como um dos principais expoentes da "nouvelle chanson", nome dado a um grupo de músicos franceses que retomam a tradição da "chanson", adicionando-lhe elementos de pop, rock e música eletrônica.
O Benjamin faz aquele tipo de música suave pra você escutar nos fones de ouvido, ou em casa, ao lado de alguém especial ou mesmo no trabalho para relaxar, uma profusão de sons aliados à sua voz grave, usada com suavidade neste álbum lançado em setembro de 2007. Porém adverto-os, não é fácil ouvir o Benjamin, ele peca como a sua irmãzinha, a Coralie Clement em seu último album, ele parece sussurrar as músicas, aspecto que a meu ver, contribui negativamente para a apreciação de seu trabalho, isso deveria ser feito em apenas algumas músicas. Sabe, esse negócio de sussurrar parece falcete pra disvarsar uma voz sem afinamento, sem trabalho, disseram isso da Coralie no Bye Bye Beauté, e tenho de admitir parece mesmo, eu particularmente gostei, mas preferia que ele desse uma aumentada na voz, a usasse mais efetivamente, em outras palavras que realmente cantasse e não só falasse ou coisa do tipo, enfim vocês me entendem né? As músicas não marcam facilmente, então ouçam mais de uma vez.
Para o cd, tem melodias muito bonitas como nas faixas "La chambre d'amis"(seguida por um belo piano), "Douloureux dédans", "Dans le Merco Benz" e algumas animadinhas como "Qu'est-ce que ça peut faire" e "Rendez-vous qui fait"( nessa aqui até que ele mostra um poquinho de emoção nessa música), enfim é isso, originalidade tem seu preço.

Link para vocês baixarem o cd e conferir o trabalho do Biolay Aqui

Vídeo-clip da música "Dans le merco benz":


2 comentários:

Elvis "Wolvie" Rodrigues disse...

Que coisa, minha amiga que gosta do Serge Gainsbourg usa o nick Melody Nelson no orkut, e só agora compreendi a origem! =O
O Música Francesa também é cultura! Hehehehe!

Ribamar Bezerra disse...

kkkkkkkkkk essa foi boa Wolvie, vleu ;-)